Ao longo dos últimos anos, o estudo da fáscia tem ganhado destaque no meio científico, tanto na medicina humana quanto na medicina veterinária. Um tecido que no passado era descartado do estudo da anatomia topográfica agora se revela de grande importância: na proteção dos órgãos, na transmissão de força para o movimento, e na manutenção do equilíbrio do corpo.

Uma rede de tecido conjuntivo interconectado com todos os sistemas de órgãos, sem começo ou fim, que ao mesmo tempo une e separa: assim é o tecido fascial, essencial para a manutenção e melhoria da mobilidade no corpo.

Os tratamentos voltados para esse tecido têm evoluído conforme novas descobertas surgem na frente de pesquisa. A terapia manual, um tipo de tratamento especializado que consiste em técnicas práticas – envolvendo as mãos e alguns instrumentos – tem evoluído no mesmo ritmo acelerado dessas descobertas.

Dentre as modalidades de terapia manual, uma que vem se destacando é a liberação miofascial, hoje amplamente utilizada por fisioterapeutas em pacientes humanos para tratar tensões e dores causadas por disfunções na fáscia.

Na medicina veterinária, contudo, o uso da terapia manual para tratamento do sistema fascial ainda é pouco explorada, apesar de seu potencial para o atendimento dos animais de companhia.

Com o curso híbrido de Liberação Miofascial Manual e Instrumental para Cães e Gatos da AnimaTherapy, os médicos veterinários poderão incluir a liberação miofascial na sua rotina e na sua “caixa de ferramentas”, como mais uma maneira de proporcionar aos pacientes uma redução das dores e um aumento da mobilidade (e também da qualidade de vida).

Ao final do curso o aluno conhecerá:

1. a história da massagem;

2. a história específica da massagem em animais;

3. a anatomia e a fisiologia do sistema fascial;

4. métodos comportamentais para avaliar a aceitação do animal às técnicas de liberação miofascial manual e instrumental;

5. as indicações da liberação miofascial manual e instrumental;

6. o impacto da massagem na fisiologia dos sistemas fascial, muscular, articular, nervoso (central e periférico), cardiovascular, somático e imunológico;

7. técnicas de palpação miofascial;

8. os princípios da avaliação física e visual do paciente;

9. formas de localizar pontos de gatilho (trigger points) na musculatura do paciente;

10. caminhos para relacionar os achados na palpação a manifestações clínicas de distúrbios do sistema músculo-esquelético e neurológico;

11. a diferença entre técnicas de terapia manual e liberação miofascial direta e indireta, bem como entre seus respectivos efeitos nos tecidos moles e no sistema nervoso;

12. os princípios das técnicas de liberação miofascial manual e instrumental;

13. os princípios das técnicas de tratamento dos pontos de gatilho (trigger points);

14. a aplicação das técnicas de liberação miofascial em partes específicas do corpo, como: cabeça, coluna cérvico-torácica, coluna lombo-sacra, tórax, abdômen, membro torácico e membro pélvico;

15. a aplicação de técnicas manuais e instrumentais em um ponto de gatilho, incluindo a técnica de agulhamento seco (dry needling);

16. o posicionamento adequado do corpo do paciente no momento do atendimento;

17. o layout ideal para o atendimento do paciente com a massagem;

18. casos clínicos específicos e suas discussões.

Objetivo

Desenvolver a habilidade de diagnosticar e tratar as disfunções da fáscia com base no conhecimento teórico-prático consolidado pela pesquisa científica, além de possibilitar a inclusão da liberação miofascial (manual ou instrumental) como uma modalidade integrativa e de primeira escolha no tratamento.

Público alvo

Médicos veterinários com CRMV ativo e estudantes de medicina veterinária do último ano de graduação (8º e 9º períodos).

Metodologia

Este curso será ministrado no formato híbrido e contará com:

◦ aulas teóricas gravadas;
◦ material extra para leitura;
◦ tarefas de casa;
◦ aulas teóricas ao vivo;
◦ aula prática presencial;
◦ estudo de caso;
◦ avaliação online para certificação.

Carga horária

50 horas totais, sendo:

    • 10 horas de conteúdo, entre aulas gravadas, artigos científicos e outros materiais complementares
    • 12 horas de aulas ao vivo;
    • 18 horas de prática presencial;
    • 10 horas divididas entre preparação de estudo de caso, submissão do trabalho e avaliação final online

Certificado

Após a avaliação final, uma nota mínima de 70 pontos (de 100) será exigida do aluno para o envio do certificado digital.

Número de vagas

Queremos que todos os nossos alunos aprendam de forma consistente para prestar o melhor atendimento aos seus pacientes.

Para que isso seja possível, nossas turmas têm um número mínimo de 10 e máximo de 15 alunos.

Themis Regina Kogitzki

Themis Regina Kogitzki

Médica Veterinária Especialista em Massoterapia Canina

Formada em Medicina Veterinária pela Anhembi Morumbi, certificada pelo Certified Small Animal Myofascial Practitioner Program da Universidade do Tennessee, pelo Medical Massage for Small Animal da Curacore Vet nos Estados Unidos, pela Abordagem Osteopática Fascial do IBO, pelo Advanced Canine Massage Certification Program, Advanced Myofascial, Post Surgical and Neuromuscular Massage, ambos da CSCM nos Estados Unidos, pelo Galen Myotherapy for the Canine Professional da Galen Therapy Centre da Inglaterra. Médica Veterinária Certificada na abordagem Fear Free pela Fear Free Pets dos Estados Unidos.

Extensão em Neurologia Veterinária pelo Dr. Ronaldo Casimiro, Biomecânica Aplicada a Pequenos Animais pela Fisioanimal. Co-autora no artigo “Impact of massage on goats on the human-animal relationship and parameters linked to physiological response” pela Ciência Rural. Formada também em Administração de Empresas pela Universidade Estácio de Sá com MBA Master em Marketing pela ESPM de São Paulo.

Fundadora da AnimaTherapy, atua desde 2013 com foco na melhoria da saúde física e emocional de cães por meio da massagem, além da educação de tutores, profissionais pet e médicos veterinários com foco na qualidade de vida e bem-estar animal através de cursos presenciais e online.