Ah, final de ano! Tempo de renovar tudo… esperanças, sonhos, metas, objetivos, dieta, cachorro… O QUÊ?!

Pois é… há quem tenha a coragem! Mas, mais uma vez, não vamos entrar no mérito da atitude (ou falta dela). Vamos direto à situação em que muitas pessoas se encontram nessa época: “encontrei um cachorro perdido e não sei o que faço”!

Encontrei um cãozinho perdido! E agora?

Muitos animais vão parar na rua por razões relacionadas às festas de fim de ano. Embora o abandono seja, na teoria, um crime, ele acontece com frequência e pelos mais variados motivos. Afinal, nem todo mundo tem a preocupação de ir viajar e deixar o animalzinho sob os cuidados de alguém. Muitos dos que são ‘encontrados perdidos’ podem ter sido dados de presente a alguém: passado o Natal, lá se vão os pobres bichinhos pra rua. Também há o caso dos que, por causa dos fogos da virada do ano, fogem desorientados de suas casas, na tentativa desesperada de encontrar um local que aparente ser mais seguro…

Enfim, qualquer que seja o motivo – que só poderá ser presumido até que se encontre um(a) possível [email protected] – o fato é que o cão está ali e deu a sorte de cruzar o seu caminho nessa aventura imprevisível que é a vida.

Encontrei um cãozinho perdido! :( E agora?

E, mais uma vez, a massoterapia pode ajudar a tranquilizar o cachorro – e você. E pode também ajudar a aproximar vocês dois, até que o animalzinho seja encaminhado à adoção responsável ou, quem sabe, ganhe um lugar definitivo no seu coração (e na sua casa)! 😉

A tia The, nossa massoterapeuta canina, dá as dicas pra facilitar essa aproximação:

Primeiramente, é preciso identificar o nível de estresse do cãozinho. Alguns sinais que emitimos podem assustá-lo no momento do resgate. Conheça a linguagem corporal humana que pode ser interpretada como ameaçadora pelos cães:
  • Corpo em posição ventral
  • Contato visual direto (olho no olho)
  • Aproximação em linha reta
  • Invasão do espaço pessoal do cão / tapinhas na cabeça
  • Sorrisos direcionados ao cão (exibição de dentes)
  • Demonstração de nervosismo (do humano em questão)

Então, como se aproximar?Encontrei um cãozinho perdido! E agora?

  • Deixe que o cão venha até você e, então, aproxime-se pela lateral. IMPORTANTE: não toque o cão imediatamente! Se puder oferecer algo a ele, faça isso. Lembre-se de que ele está perdido e assustado. Um incidente pode acontecer; portanto, seja [email protected]!
  • Após conquistar a confiança do cão, tente envolvê-lo em alguma roupa ou pano para lhe transmitir proteção.
  • Em seguida, se possível, leve-o imediatamente a um veterinário de confiança!
  • Quando ele já estiver calmo e você tiver certeza de que a saúde dele está em ordem, encontre um local tranquilo.
  • Somente então você poderá utilizar todas as técnicas dos nossos posts anteriores (veja aqui). Mas faça isso somente se receber a permissão do cão. Caso contrário, terá de ganhar a confiança dele primeiro, para depois tocá-lo.

Encontrou mesmo um cachorrinho perdido e resolveu ficar com ele?

Antes de tomar essa decisão, lembre-se de que pode haver alguém [email protected] procurando por ele. Você pode verificar na internet, nas redes sociais e em sites especializados, como o www.cachorroperdido.com.br ou o procurasecachorro.uol.com.br. Mas, se não era de ninguém e você ficou com ele, conta a história pra gente: [email protected]. E manda uma fotinho de vocês também, ok? 😀

Encontrou, mas não pode ficar?

Você pode verificar nos sites mencionados se há alguém procurando pelo pobre bichinho. Ou promover a adoção responsável por meio da internet. Conheça aqui uma lista de ONGs que podem te inspirar e orientar nessa situação – lembrando que ONGs não são abrigos e, portanto, não recolhem animais!

Em caso de dúvidas, consulte sempre um veterinário! Para saber mais sobre a massoterapia canina, por favor, visite o nosso site: www.animatherapy.com.br. Para conhecer as contraindicações da massoterapia canina (isto é, para saber em quais situações você não deve massagear o seu amigão), clique aqui.

error: Content is protected !!