De-se-le-gan-te. Onde já se viu, convidar você e não convidar o seu amigão também? ON-DE-JÁ-SE-VIU?!

Pior que em quase todos os lugares, não é mesmo? Infelizmente, é…

Todos foram convidados para as festas, menos o meu cão. E agora?

Poxa, mas eu já tava pronto…

Assim, a primeira dica é a utilização de um recurso básico, acessível a cada um de nós, chamado “cara-de-pau” – rs. Mas, desta vez, como manda a etiqueta, adicionaremos elegância e educação ao perguntar para @ anfitriã(o) se aqueles que balançam a cauda também estão convidados.

(Em tempo: se você já sabe que esse(a) anfitriã(o) também convidou outras 30 pessoas e mora numa “kit” de 10m2 e, além disso, você tem um São Bernardo ou um Sheepdog, o recurso mencionado anteriormente deixa de ser indicado. Convém substituí-lo por outro chamado “bom-senso”! rsrsrs)

Todos foram convidados para as festas, menos o meu cão. E agora?

Acho que esse sofá encolheu!

De qualquer forma, levando ou não levando seu amigão pra festa, você pode aplicar a massoterapia canina antes de sair de casa.

Ela pode ser uma recompensa, por ele ter que cear aquela ração de novo, sozinho e sem reclamar até você voltar. Ela também pode ser uma forma de deixá-lo mais tranquilo para passar a noite sozinho em casa. Ou, então, a massoterapia canina pode ser uma maneira de diminuir a ansiedade que o Totó sentirá ‘na casa dozoutros’.

A Themis, massoterapeuta da AnimaTherapy, separou algumas dicas pra você neste fim de ano. Primeiramente, vamos relembrar:

Antes de começar a massagem
  1. Certifique-se de que seu amigão está aliviado e já fez suas necessidades fisiológicas.
  2. Escolha um espaço calmo com poucas distrações.
  3. Crie um ambiente seguro para o Totó.
  4. Peça permissão ao cão. Isso mesmo! Se ele não quiser ser tocado, aguarde um pouco.
  5. Tenha ao alcance petiscos e brinquedos de que ele goste. Eles podem ser utilizados como motivações, distrações e recompensas.
  6. Nunca – absolutamente nunca – use da força física para imobilizar um cão, ou fazer massagem em um cão que não quer ser tocado!
Vamos à prática?
  • Comece deslizando as mãos, de maneira bem leve, pelo corpo do Totó. Os movimentos devem ser longos e lentos. Eles têm efeito calmante no sistema nervoso.

Todos foram convidados para as festas, menos o meu cão. E agora?

  • Gentilmente, use as pontas dos dedos para fazer movimentos circulares leves na base da orelha em sentido horário e, depois, em sentido anti-horário. Converse com o Totó calmamente.

Todos foram convidados para as festas, menos o meu cão. E agora?

  • Se o cão gostar (alguns não gostam!), gentilmente deslize os dedos nas orelhas, da base (perto do ouvido) à ponta da orelha. Quando alcançar a pontinha, dê uma leve pressionada (leve, tá? Não vá espremer o Totó! rs). Repita esse movimento até perceber que ele está relaxando…

Todos foram convidados para as festas, menos o meu cão. E agora?

  • Faça movimentos circulares com 2 dedos (indicador e médio) nas laterais do focinho, nas gengivas e na testa.

Todos foram convidados para as festas, menos o meu cão. E agora?

  • Para finalizar, segure com as duas mãos o peito do cão. Aplique uma pressão leve contra o seu corpo por 3 segundos e solte. Repita esse processo 3 vezes. Lembre-se de respirar lenta e profundamente durante a aplicação desta técnica.

Todos foram convidados para as festas, menos o meu cão. E agora?

Se der certo, conte pra nós como foi! Se não der, conte também! Estamos curiosos e aguardamos (boas) notícias suas!

Em caso de dúvidas, consulte sempre um veterinário! Para saber mais sobre a massoterapia canina, por favor, visite o nosso site: www.animatherapy.com.br. Para conhecer as contraindicações da massoterapia canina (isto é, para saber em quais situações você não deve massagear o seu amigão), clique aqui.

error: Content is protected !!