É… nós não vamos nem entrar no mérito do que essas bombas & cia. podem fazer com nossos amigos… nem onde desejamos que elas explodam, senão o post teria que vir com classificação etária para maiores de idade. Vamos direto ao ponto, então. Hunf.

Meu cachorro fica apavorado com esses FOGOS [vai, pode xingar, ninguém tá vendo! rs]. E agora?

Daqui a pouco começam os fogos… deixa eu entrar, vai? É só um pouquinho! Por favorrr!!!

É importante relembrar (ou aprender!) que você deve evitar uma postura de quem o está super protegendo (se debruçando em cima dele, por exemplo) quando ele estiver com medo ou apavorado. Isso pode só reforçar mais ainda o medo dele, seja do que for!

Além das dicas habituais, como tentar isolar acusticamente um cantinho de paz canina ou ir acostumando o seu amigão aos poucos a barulhos mais altos (aumentando o volume do som ou da TV), você pode fazer também… adivinha o quê? Já tá espert@, né? Isso mesmo, massoterapia! o/

Um detalhe: se for usar a tática dos sons mais altos, cuidado pra não exagerar no volume! Os cães conseguem escutar sons muito mais distantes do que nós – ou seja, são muito mais sensíveis!

Meu cachorro fica apavorado com esses FOGOS [vai, pode xingar, ninguém tá vendo! rs]. E agora?

Pode falar. Tô ouvindo.

Nossa especialista em massoterapia canina, Themis Regina Kogitzki, dá as dicas pro seu cãozinho ficar de boa nas festanças que estão por vir! Vamos lá:

Ainda temos um tempinho até o dia em que os fogos começarão a explodir sobre as nossas cabeças e a cabeça do Totó.

Para lidar com esse problema, vamos um pouco além da massoterapia. Eles merecem.

  • Mantenha seu cão dentro de casa. Isso mesmo! Se ele normalmente fica no quintal, é hora de acostumá-lo a ficar dentro de casa. São só alguns dias. 😉
  • Escolha um cômodo da casa que possa servir de refúgio.
  • Dentro desse cômodo, deve haver um espaço especial em que ele se sinta protegido. Esse espaço pode ser… uma cabaninha! Por que não? E não precisa comprar! É só relembrar e voltar aos tempos de criança. Aliás, o Totó é como se fosse uma criança!
Meu cachorro fica apavorado com esses FOGOS [vai, pode xingar, ninguém tá vendo! rs]. E agora?

Volte a ser criança com o seu cachorro! | Imagem: PDSA/UK

  • Mas é SÓ “como se fosse”! Diferentemente de uma criança, cães não precisam de afagos e abraços quando se encontram numa situação de medo. Se fizer isso, estará reforçando o medo nele.
  • Distraia-o com brinquedos e petiscos novos! O importante é tirar o foco dos fogos…
  • Caminhe durante o dia com ele para gastar as energias e fazer as necessidades.

Feito tudo isso, você já pode começar a aplicar as técnicas da massoterapia canina.

Repita o processo diariamente, no mesmo horário. De preferência, pelo menos duas horas antes de os fogos começarem a explodir – ou seja, antes das 22h!

Meu cachorro fica apavorado com esses FOGOS [vai, pode xingar, ninguém tá vendo! rs]. E agora?

Queria ter entrado… O barulho tá terrível aqui fora… :´(

Então, relembrando…

Antes de começar a massagem

  1. Certifique-se de que seu amigão está aliviado e já fez suas necessidades fisiológicas.
  2. Peça permissão ao cão. Isso mesmo! Se ele não quiser ser tocado, aguarde um pouco.
  3. Tenha ao alcance petiscos e brinquedos de que ele goste. Eles podem ser utilizados como motivações, distrações e recompensas.
  4. Nunca – absolutamente nunca – use da força física para imobilizar um cão, ou fazer massagem em um cão que não quer ser tocado!

Vamos à prática?

  • Comece deslizando as mãos, de maneira bem leve, pelo corpo do Totó. Os movimentos devem ser longos e lentos. Eles têm efeito calmante no sistema nervoso.

Meu cachorro fica apavorado com esses FOGOS [vai, pode xingar, ninguém tá vendo! rs]. E agora?

  • Gentilmente, use as pontas dos dedos para fazer movimentos circulares leves na base da orelha em sentido horário e, depois, em sentido anti-horário. Converse com o Totó calmamente.

Meu cachorro fica apavorado com esses FOGOS [vai, pode xingar, ninguém tá vendo! rs]. E agora?

  • Se o cão gostar (alguns não gostam!), gentilmente deslize os dedos nas orelhas, da base (perto do ouvido) à ponta da orelha. Quando alcançar a pontinha, dê uma leve pressionada (leve, tá? Não vá espremer o Totó! rs). Repita esse movimento de 5 a 7 vezes.

Meu cachorro fica apavorado com esses FOGOS [vai, pode xingar, ninguém tá vendo! rs]. E agora?

  • Com a mão direita, massageie a base da nuca do Totó (cuidado para não pressionar o pescoço com a mão esquerda!). Faça movimentos leves, como se fossem suaves amassadinhas. Repita por cerca de 5 minutos. A pressão deve ser beeem leve! Esse movimento ativará o sistema nervoso parassimpático, responsável pelo relaxamento. E não se esqueça de respirar você também – respirar às vezes é importante, rs – de maneira profunda e lenta, para transmitir a tranquilidade desejada ao Totó.

Meu cachorro fica apavorado com esses FOGOS [vai, pode xingar, ninguém tá vendo! rs]. E agora?

  • Para finalizar, repita o primeiro movimento, deslizando continuamente as mãos pelo corpo do Totó no sentido em que os pelos crescem. Lembre-se de que, além de bem leves, os movimentos devem ser longos e lentos. 

Meu cachorro fica apavorado com esses FOGOS [vai, pode xingar, ninguém tá vendo! rs]. E agora?

Para saber mais sobre a massoterapia canina, por favor, visite o nosso site: www.animatherapy.com.br ou entre em contato conosco pelo e-mail contato@animatherapy.com.br. 

Dê seu like e compartilhe!