A massagem é uma das mais antigas formas de cura conhecidas pela humanidade, remontando aos tempos pré-históricos. Com origens na Índia, China, Japão, Grécia e Roma, a massagem tem sido mencionada na literatura desde os milênios anteriores a Cristo: as referências mais antigas já descobertas estão em escritos chineses que datam de 2.700 a.C. Uma menção da massagem em um texto especificamente médico pode ser encontrada no Nei Ching, um documento chinês anterior a 1.500 a.C.

China

… as referências mais antigas já descobertas estão em escritos chineses que datam de 2.700 a.C.

Os efeitos da massagem já eram anunciados por médicos como Heródico (século V a.C.), que afirmava ter grande sucesso no prolongamento do tempo de vida com uma combinação de massagem, ervas e óleos. Hipócrates (o pai da Medicina, que viveu por volta de 480 a.C.) seguiu seus passos e afirmou poder melhorar a função das articulações e aumentar o tônus muscular por meio da massagem.

Por volta de 300 a.C., os gregos começaram a usar a massagem em associação com exercícios para atingir a boa forma física. Os gladiadores recebiam massagens regulares para o alívio da dor e da fadiga muscular. Segundo registros, Júlio César costumava ter todo o corpo beliscado e friccionado com óleos.

Grécia

Por volta de 300 a.C., os gregos começaram a usar a massagem em associação com exercícios para atingir a boa forma física.

Per Henrich Ling (1776-1839) e Johann Metzger (1838-1909) foram, ambos, influentes no desenvolvimento da massagem ocidental. Ling desenvolveu a Cura pela Massagem Sueca (Swedish Massage Cure), um sistema de movimentos ativos e passivos voltado para o tratamento de problemas médicos. A primeira instituição de estudo científico e aplicação de massagens foi fundada em Estocolmo em 1813. Metzger popularizou o uso de termos franceses familiares para descrever quatro categorias de massagem: effleuragepétrissage, tapotementfriction.

Foi só na época das guerras mundiais que os verdadeiros efeitos benevolentes das massagens foram reconhecidos. Começando na Primeira Guerra Mundial, a massagem foi usada em hospitais para tratar uma variedade de ferimentos. Na Grã-Bretanha, O Almeric Paget Massage Corps (que posteriormente se tornou o Military Massage Service) foi fundado em 1914 para auxiliar os feridos com tratamentos massoterápicos, e esse serviço acabou sendo incorporado por cerca de trezentos hospitais britânicos. Ele foi novamente oferecido durante a Segunda Guerra Mundial. Os benefícios da massagem no tratamento de ferimentos de guerra foram salientados em um livro escrito em 1920 por James Mennell, oficial médico encarregado do Departamento de Massagem no Special Military Surgery Hospital, em Londres. Sir Robert Jones, diretor do mesmo hospital, fez a seguinte afirmação sobre a massagem na apresentação do livro: Como um complemento ao tratamento cirúrgico, a massagem pode ser empregada para aliviar a dor, reduzir o edema, auxiliar a circulação e promover a nutrição dos tecidos. Jones descreveu a prática da massagem como “físicoterapêutica”, e definiu seu efeito como “a restauração da função; o que também inclui o uso da mobilização (passiva e ativa) para completar o tratamento”.

Guerras

Foi só na época das guerras mundiais que os verdadeiros efeitos benevolentes das massagens foram reconhecidos.

Embora a aplicação da massagem em animais também remonte à Antiguidade, a primeira aplicação documentada da massagem animal com fins terapêuticos aconteceu somente na década de 1970, nos Estados Unidos, quando corridas e competições de cavalos levaram à popularização da massagem equina. Jack Meagher, um fisioterapeuta e massoterapeuta conhecido por seu trabalho revolucionário com atletas equinos, é considerado o pai da massagem animal.

Atualmente, a massagem é empregada por um número considerável de profissionais no mundo todo, espalhados entre domicílios, clínicas e hospitais. A massoterapia conquistou uma firme posição entre outras terapias complementares. Isso é devido não só ao renome de seus precursores, mas também aos esforços conjuntos de pesquisadores, estudantes, docentes e outros profissionais da área que se empenham em divulgar os grandes benefícios físicos e psicológicos que a massagem terapêutica oferece às pessoas – e, como agora já sabemos, aos animais.

Massoterapia

A massoterapia conquistou uma firme posição entre outras terapias complementares.

Dê seu like e compartilhe!
error: Content is protected !!